Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Chique e Geek

Entre moda, anime e ficção científica...

Review #25 - Primer para Lábios da Yves Rocher

primer de lábios Yves Rocher.jpg

 

Já há muito tempo que a Yves Rocher é das marcas mais assíduas na minha rotina de maquilhagem! E ultimamente há um produtinho que me tem encantado, tudo porque eu sou completamente fã de batons mate e todos os batons com brilho que eu tenho estavam encostados no fundo da gaveta até experimentar as maravilhas deste primer de lábios.

 

O primer para lábios da Yves Rocher vem na forma de um lápis jumbo e é aplicado em todo o lábio antes de colocar o batom. Os componentes do produto fazem com que este matifique qualquer batom e aumente a sua durabilidade sem secar os lábios!

Como é óbvio isto é demasiado bom para conseguirmos acreditar à primeira e, por isso, decidi experimentar o efeito no batom mais glossy que tenho, e ora vejam o Antes e Depois:

 

PrimerYR2.jpg

 

A diferença é enorme!! O batom ficou completamente mate (apesar de parecer ter algum brilho devido à luz) e, para além disso, a parte melhor é que a durabilidade do batom aumentou imenso. Este é um batom que normalmente não me dura mais de 15minutos intacto, transfere com muita facilidade e espalha-se por tudo quanto é lado, e com o primer transfere muito menos, consegui sorrir à vontade sem ter medo de sujar os dentes, e não perde cor nem espalha tão facilmente.

 

O único ponto menos positivo de usar o primer antes do batom é que os lábios ficam um pouco mais pesados, e apesar de não ficarem secos ou desconfortáveis, a camada de batom fica mais grossa o que se torna apenas mais cansativo! Claro que eu também estou muito habituada a batons muito leves pelo que a diferença que sinto é sempre maior...

No entanto, é um produto fantástico, super fácil e prático de usar e que ajuda muito a conseguirmos dar uso aqueles batons menos bem comportados!

 

Gostariam de experimentar este ou qualquer outro produto da Yves Rocher? Já sabem que podem sempre contactar a Conselheira de Beleza Yves Rocher - Mónica Soares que vos irá ajudar e dar a conhecer todos os produtos da marca!

 

 Espero que tenham gostado

 

Movie Time #27 - Beauty and the Beast

 

Emma Watson, um clássico da Disney, um musical... As três fortes razões que me levaram a levantar-me do sofá e ir direta ao cinema ver o tão esperado A Bela e o Monstro, e que ótimas 2 horas que eu passei naquela sala de cinema!

 

O filme, como toda a gente sabe, baseia-se no clássico animado da Disney estreado em 1991, uma história que todos sabemos mesmo que nunca tenhamos visto o filme de animação. Para papéis principais foram escolhidos Emma Watson como Bela e Dan Stevens como Monstro/ Príncipe Encantado, mas todo o elenco está recheado de nomes sonantes, Ian McKellen, Emma Thompson, Ewan McGregor, Stanley Tucci, são apenas alguns dos atores fabulosos que dão vida a Lumiére, Cogsworth e todos os outros habitantes do castelo enfeitiçado.

 

Do início ao fim Beauty and the Beast é mais uma das obras de arte da Disney, desde a música às coreografias, é um dos filmes mais bem pensados e executados dos últimos tempos e transporta qualquer um, sem grande dificuldade, para este mundo encantado.

Vale até ao último cêntimo o bilhete do cinema e é daqueles filmes para ver e rever vezes sem conta, mais um clássico instantâneo que daqui a muitos anos vai continuar a ser visto com o mesmo fascínio pelas próximas gerações.

 

Deixo-vos só com o trailer para vos aguçar o apetite do que podem ver nesta maravilha de produção:

 

 

A minha classificação final:

 

Eu fiquei completamente apaixonada por este filme e tenho vontade de o rever já hoje! Não percam a oportunidade de o ver nos cinemas!!

 

 Espero que tenham gostado

 

Desafio: Quando eu era pequenina...

Quando eu era pequenina...(1).png

 

Hoje finalmente ganhei coragem para vos trazer aqui pelo blog algo que já andava a magicar há algum tempo!

Todos nós temos uma criança dentro de nós, mesmo que muitas vezes nos esqueçamos disso, e, por isso, não faz mal nenhum às vezes nos relembrarmos disso! A vida é tão séria, temos sempre tantas preocupações e a mente tão cheia e então porque não deixarmos isso de lado por uns minutos e nos lembrarmos de como a vida era boa e fácil quando eramos crianças?

 

Então criei cinco perguntinhas em jeito de desafio para todas as bloggers que quiserem responder e participar neste movimento de memórias e recordações.

Mas vamos lá ver então como eu era quando era pequenina...

 

Qual o teu prato favorito quando eras criança?

Eu gostava MUITO de comer quando era miúda, aliás isso não mudou, mas acho que o meu prato favorito era empadão ou bolonhesa.

 

Qual o teu brinquedo favorito?

Sem dúvida a minha Barbie morena! Não era mesmo uma Barbie mas ter encontrado aquela boneca com cabelo castanho como o meu no meio de tantas loiras foi dos momentos mais felizes dos meus 6 ou 7 anos de existência. 

 

Qual o programa de televisão que mais gostavas de ver?

Tinha vários, adorava as Navegantes da Lua e o Samurai X, mas acho que o que gostava mesmo mesmo era do Disney Kids, levantava-me todos os fins de semana super cedo só para conseguir ver a Kim Possible.

 

Qual é a memória mais antiga que tens?

Sentar-me em rodinha de manhã no infantário e cantar a música dos Bons Dias!

 

O que dirias ao teu eu com 10 anos?

Aproveita! A partir dos 18 fica cada vez mais difícil...

 

Deixa uma foto tua quando eras criança...

 

baby me

Cá estou eu com 2 aninhos e um fato de palhacinho demasiado fofo! Esta é a minha foto favorita de toda a minha infância e tenho imensa pena de não me lembrar deste momento!

 

E porque quero que esta cadeia de memórias se espalhe por muito mais gente, decidi "nomear" cinco das minhas bloggers preferidas para se deixarem levar por este desafio, são elas:

Miss Melfe | A Neta da Luísa | Jiji | Anda Daí! | Viver num T0

 

Quem por aí tem recordações de infância a partilhar?

 

 Espero que tenham gostado

 

Review #24 - Máscara de Argila Marroquina da Yves Rocher

argilaYR

 

Um dos meus maiores hobbies é experimentar máscaras faciais! Sempre que tenho algum tempo livre e alguma máscara nova aqui por casa, lá vai a Ana ficar com a cara cheia de alguma pasta colorida...

Já há algum tempo, tive a oportunidade de experimentar a que viria a ser uma das melhores máscaras faciais que alguma vez usei! É ela a Máscara de Argila Marroquina da Yves Rocher.

 

Tal como em todos os produtos da marca, o que se destaca logo neste produto é o cheirinho super doce e agradável do mesmo. Mal abri a embalagem fiquei encantada, o que me deu ainda mais vontade de a experimentar!

 

Esta é uma máscara de argila que deve ser colocada uma a duas vezes semanas na pele e deve atuar durante cinco minutos... Por ser uma máscara de argila, ela seca na pele deixando uma camada dura e com um aspeto acinzentado.

 

argila2.jpg

 

Logo na primeira aplicação notei a pele muito mais macia, e quando digo macia eu quero mesmo dizer MACIA! A diferença entre antes e depois da aplicação foi abismal e só por esse facto a máscara convenceu-me...

Com a continuação da aplicação foi fácil notar que a pele começou a ficar muito mais livre de impurezas, nomeadamente aqueles pontos negros na zona do nariz, e com um aspeto muito mais saudável. Para além disso, esta máscara hidrata muito a pele por ter óleo de argão e essa hidratação mantém-se durante bastante tempo! Nem sequer sinto a necessidade de aplicar um creme hidratante mesmo após remover a máscara com água.

 

No geral eu adorei esta máscara! Desde o aroma aos resultados visíveis na hora, são apenas alguns dos pontos que fazem deste produto uma ótima compra. Tenho a certeza que o continuarei a usar durante bastante tempo...

 

Se estiverem interessadas neste ou noutro produto da Yves Rocher, podem contactar a Conselheira de Beleza Yves Rocher - Mónica Soares e até dia 13 de Março recebem portes grátis em qualquer encomenda igual ou superior a 13€.

 

 Espero que tenham gostado

 

Try Something New: Silisponge!

silisponge.jpg

 

No fim do ano passado foi introduzida no mercado da cosmética uma nova maneira de aplicar base, a Silisponge. E apesar de já não ser desconhecida para ninguém esta concorrente da Beauty Blender ainda não conseguiu convencer toda a gente!

 

Pois bem, eu não poderia ficar indiferente a esta moda e tive logo que adquirir uma Silisponge para mim também. Como é óbvio, não comprei a silisponge original mas sim a knock off a 1€ no eBay, que também podem ter seguindo este link, e é claro que tinha que comprar a minha em cor de rosa...

 

 

Mal a esponja chegou tive que a experimentar pois não aguentava a espera! E digo-vos já que a desilusão foi muito grande!!

Primeiro, a Silisponge não tem uma aplicação tão suave como as habituais esponjas de maquilhagem, tanto se fizermos movimentos circulares, como é demonstrado no vídeo de how to use da marca orginal, como se a usarmos como uma esponja normal a base não assenta bem na pele... Fica muito pouco uniforme e quase como granulada!

Claro que dizem que o objetivo deste acessório é poupar produto... Se poupa produto? Sim, realmente poupa, é preciso muito menos quantidade de base para conseguirmos cobrir o rosto na totalidade, mas a que custo? É um pesar da balança pois ou poupamos produto ou temos uma aplicação uniforme e eu, pessoalmente, prefiro uma boa aplicação!

 

Pessoalmente,

 

...testei e não aprovei!

 

E vocês? O que têm a dizer sobre este acessório?

 

Obviamente que, como qualquer produto, o que não resultou para mim pode resultar muito bem noutros tipos de pele ou com outros produtos, por isso não deixem de experimentar!

 

Espero que tenham gostado ❤

 

ACMA - Enfermagem e os Sentimentos!

Enfermagem.png

 

Mais uma vez tenho o privilégio de poder participar neste projeto fantástico que é o ACMA, e, se o mês passado falávamos de (re)começos, este mês muito apropriadamente falamos de sentimentos!! Os bons, os maus e todos pelo meio…
 
Ora, não é novidade nenhuma para vocês que eu sou enfermeira. Licenciei-me em Fevereiro de 2016 (já lá vai um ano) pela Escola Superior de Enfermagem do Porto, e, se vamos falar de sentimentos, não há montanha russa emocional melhor que uma licenciatura em Enfermagem. Mas, porque quero manter o post leve e conciso, vou ficar-me pelos três grandes sentimentos que a Enfermagem me trouxe.
 
 

ANSIEDADE

Este é, sem dúvida alguma, o sentimento mais forte que pude sentir ao longo dos quatro anos e meio de licenciatura e mesmo agora já como profissional. A responsabilidade que implica a profissão, a pressão dos professores e familiares dos utentes, as dúvidas existenciais, os “e se’s” levam-nos a uma ansiedade enorme que daí a bloquearmos completamente é um passo muito pequeno. O medo de falhar é grande e não foi fácil para mim conseguir ultrapassar tudo isto, foram quatro anos muito difíceis com muitos altos e baixos e com muita mas muita ansiedade à mistura.

 

 

COMPAIXÃO
Há uma coisa que a enfermagem ensina e muito bem: compaixão e empatia. E como se distinguem estas duas coisas? A compaixão é a compreensão das emoções dos outros e o desejo de diminuir ou eliminar o seu sofrimento Já a empatia é a capacidade psicológica de nos pormos no lugar da outra pessoa, de pensar racionalmente o que faríamos naquela situação e como nos afectaria a nós. E estas duas emoções são uma constante na enfermagem: o compreender e o escutar o outro foram das ferramentas mais importantes que o curso me deu não só para a profissão como para a vida. A compaixão e a empatia estão, assim, muito presentes na vida de todos os enfermeiros, sendo mais difícil conseguir “desligar” isso quando saímos do trabalho e chegamos a casa.
 
 
FRUSTRAÇÃO
Não posso negar que a enfermagem me traga muitas alegrias. Pode parecer cliché, mas conseguir mudar a vida de alguém e ajudá-la a ultrapassar uma fase tão difícil é algo que é inexplicável e é das melhores sensações que podemos ter!
No entanto, a frustração de querer fazer mais e não poder é inevitável. Para além disso, a frustração sobre o estado da enfermagem em Portugal neste momento também não é indiferente a ninguém. A ideia de ter acabado um curso, de gostar tanto de trabalhar na área e de simplesmente não ter as oportunidades que gostaríamos é demasiado triste mas é, infelizmente, a realidade. Não posso dizer que eu, pessoalmente, esteja mal, mas ainda não estou onde quero estar nem onde quero chegar, ainda não faço tanto quanto gostaria de fazer e é essa frustração que eu vivo todos os dias!
 
 

Bem, espero que não tenha sido um post demasiado pessoal e aborrecido, é bom poder partilhar com vocês um bocadinho mais daquilo que sinto. Não é fácil falar de sentimentos, não foi fácil escrever este post, mas valeu a pena!!

 

Não se esqueçam de passar nos blogs dos criadores do projeto:

Hey, Pêssegos | Anda Daí! | Miss Melfe | The Eyes of a Mermaid 

Comic Life | Cor sem Fim

 

E de visitar alguns dos blogs convidados:

Flor do Mar | Olhares (In)discretos | My Boulevard | Candyland

 

Se gostaram do projeto e se querem juntar a nós nos meses que aí vêm basta mandarem email para corsemfim@gmail.com onde podem esclarecer todas as vossas dúvidas sobre o ACMA.

 

Espero que tenham gostado ❤